quarta-feira, 18 de junho de 2014

Só você não sabia!

E de repente, não mais que de repente, você se descobre ( ou seria mas acertado dizer “redescobre”) apaixonado.
Sim porque até agora ele era só mais um cara.
Na verdade, você nem ia com a cara dele. Achava metido, nojento, antipático, aquele tipo que se acha e nem é isso tudo pra poder se achar. Clássico né!
Agora é você quem acha que ele é muita coisa.
Antes ele entrava todo dia no mesmo lugar que você e você nem o notava. Ou notava simplesmente que ele usava a mesma camiseta todo dia e pensava “ que horrível, ele não tem outra? Sera que lava esta antes de usar de novo?” 
...várias críticas embutidas no que viria a ser o objeto de seu afeto.
Nem a barba por fazer que sempre foi seu fraco te comovia. Muitos menos os olhos de cristal.
Pra você: vidro. Não refletiam nada de você.
Mas ai , uma dia, ele te olha e você repara. E no outro dia. E no outro dia. E aquilo te incomoda da melhor maneira que um incômodo possa acontecer. E , só por brincadeira (disse sua deusa interior que se acha), você resolve olhar pra ele.
O que você não sabia é que ia gostar da brincadeira.
Até que um belo dia, ele entra e você morre. Sim. Voce morre, treme, gela, sua frio, não sabe o que fazer, fica nervosa, pálida, taquicardia, tudo ao mesmo tempo agora. RÁ!!!
É  minha querida, você está apaixonada.
Não tem idade, não tem raça, hora, não avisa nem manda recado: simplesmente acontece e acaba com todo aquele controle tão convincente que você cultivou até hoje.
Agora é deixar fluir.


E contar as horas para o próximo encontro.