quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Só é passageiro o que não quer ficar

Dizem que nada é cem por cento certo ou errado e cabe a cada um julgar, segundo suas experiências e ensinamentos adquiridos durante a vida, o que melhor lhe aprouver.
Dizem que verdades não são absolutas e, admirem-se, existem até uns e outros que dizem provar que dois e dois podem até não ser quatro.
E por mais que eu respeite o direito de todos a serem como quiserem e melhor entenderem, tenho sérias dificuldades em aceitar meio termos.
Não sei lidar com mornos.
Indefinições me confundem, me tiram a paz e me afastam. Geralmente em definitivo.
Acredito que tudo que merece atenção tem sequência.
Por isso passamos mais de dez anos de nossas vidas indo diariamente a uma escola. Mais de quatro  a uma faculdade. Regamos a planta que nos dá um fruto. Suamos a camisa na academia. Investimos em cursos . Mandamos mensagem de bom dia, boa tarde e boa noite.
Queremos resultado. Queremos dar sequência àquilo que nos traz lucro, seja ele financeiro, emocional, físico ou moral.

Mas também acredito que os melhores investimentos, os que nos trazem maior retorno, são os que acontecem naturalmente. Quando não medimos esforços, quando não fazemos as contas, quando não contamos as calorias e nem os dias. Nos dedicamos, seja que parte for de nós ou de nossas horas, pelo simples prazer de gerar, multiplicar ou mesmo manter algo que nos é caro.
Quando é natural, passa a fazer parte de nossa caminhada e se torna parte de nós.
Assim se criaram os grandes negócios, e assim surgiram as grandes mudanças, foram postos em prática os melhores projetos, nasceram os mais sensacionais atletas, selaram-se as eternas amizades.....entraram para a eternidade os grandes amores.
O passageiro não cria nada. O passageiro no máximo te deixa uma lição e geralmente do que não fazer. O passageiro não é merecedor de atenção...até porque, só é passageiro, o que não quer ficar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário